Filhos e Companhia

O presente, um pedacinho do passado, os sonhos e desejos do futuro de uma família em crescimento...

7/13/2005

Minha Papoila

E para iniciar este blog, gostaria de fazer uma pequena homenagem a alguém muito especial, a minha mãe velhinha, a minha avozinha do coração.

Queria poder agradecer-te, por teres estado sempre presente na minha vida, por me teres embalado desde os primeiros dias, por me teres aconchegado no teu colo e fazeres desaparecer as dores da infância pelas artes mágicas que só as mães conhecem, por me teres enxugado as lágrimas, por me teres acompanhado nas gargalhadas, pelas histórias que me contavas de uma infância passada, por me teres ajudado a crescer e fazeres parte da minha pessoa...

Percebia de dia para dia a fragilidade da tua idade, ouvia os teus lamentos, que a tua hora nunca mais chegava, mas também sentia a tua força, a força da alma nunca envelhece e nunca morre, pois eu continuo a sentir-te por perto, não é uma proximidade física, mas eu sei que não me abandonas-te, ainda sinto que enxugas as minhas lágrimas quando elas caem, que acalmas os meus sonhos porque ainda vives neles, que ainda trazes luz ao meu caminho, ainda me guias pela mão, como fazias quando era menina e ainda ficas feliz pelas minhas alegrias.

Deixas-te o meu coração pequenino quando partis-te, quando se perde alguém que faz parte da nossa vida também morremos um bocadinho e agora a saudade aperta tanto que dói, lembro-me de ti nos pormenores mais pequenos, os que fazem parte da infância. Dói-me que não vejas o meu Rodrigo crescer e que não conheças o meu Henrique...Culpo-me por não ter estado mais presente nos teus últimos anos, culpo-me por não te ter aquecido o rosto quando o teu coração parou de bater...Deixas-te os meus domingos mais vazios, já não te posso dar abraços apertadinhos e muitos, muitos beijinhos, pelos dias da semana em que não te podia dar...

Vou continuar a desabafar contigo as minhas tristeza e partilhar as minhas alegrias, porque vais continuar sempre bem viva enquanto o meu coração bater, Minha Papoila!

1 Comentários:

  • Às 3:04 da tarde , Blogger Margarida disse...

    É a primeira vez que aqui venho e faço tenções de linkar o seu blog, posso?
    Gostei muito do texto e só eu sei o quanto gostava de me rever nas suas palavras.
    Um beijo
    Guida

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial