Filhos e Companhia

O presente, um pedacinho do passado, os sonhos e desejos do futuro de uma família em crescimento...

7/29/2005

Férias!!

Finalmente… não é um cansaço físico, mas a minha “caixa de pirulitos” está a precisar de descanso. Acima de tudo estou ansiosa por, mudar de ares, passar 24/24 h com os “meus homens”, gozar a barriguinha e continuar os preparativos para a chegada do mais novo e muito esperado membro da família, passear, ir à praia, acho que finalmente vamos ver o
Madagáscar e muito mais!...

E vamos ter uma estreia excepcional, vamos conhecer uns
bichinhos, mais que lindos, finalmente também!

Contudo, vou ter saudades de alguns cantinhos especiais, como o de uma pequena grande
Estrela, de uns Piratinhas maravilhosos, de umas M&M´s deliciosas, de uma linda Pérola mais que preciosa, também do cantinho desta linda, de um amorzinho, até de alguns cantinhos que tiveram recentemente um fim, e de muitos outros cantinhos que costumo visitar…

Mas volto em breve, só para contar novidades!

Beijinhos para todos e para quem também está ou vai iniciar um merecido descanso, boas férias também!

7/28/2005

Piropos!


O Pai ensinou-lhe uns piropos, e agora quando a situação começa a azedar:


“ Ena, boa! Ena, boadona!”, vulgar mas delicioso e lá tenho de me virar de costas, respirar fundo e contar até 3, para conter o riso e voltar a um “sermão” com um pouco mais de pedagogia!....


Depois, o afilhado… na semana passada eu dizia-lhe: “sabes que eu te adoro?” e ele a tentar livrar-se do sufoco de abraços e beijos de Domingo, responde: “Já sei, Sandra!!!” Então fui despromovida, já não sou “mainha”?! Para compensar na 2ª feira ao telefone, depois das perguntas habituais: “O painho?”;“O pimo?”, disse: “tu és linda!”. Mais sofisticado, sem dúvida!!

7/27/2005

Descubra as Diferenças!


Esta gravidez, está a ser em muito semelhante à anterior. Isenta de enjoos, inchaços, durmo na perfeição. Por estranho que pareça, acho que na gravidez do Rodrigo tinha mais sono e me sentia até mais cansada, a barriga agora está ligeiramente maior, está mais descida, mas o formato é o mesmo, aumentei até agora quase 7 Kg, pelo que prevejo terminar com o mesmo peso que acabei na anterior.


Este rapaz, não pára! O Rodrigo também mexia imenso, mas este promete! Não sei se será da posição em que está, mas chega a magoar-me!


A propósito, já vos disse que adoro estar grávida, não já?!!

7/25/2005

O “Pi”!



O Pi é o padrinho, que também é tio, tem 13 anitos e passou este fim-de-semana connosco, tal como aconteceu no fim de semana em que o Rodrigo nasceu.



Estive com contracções a noite toda, iam e vinham e eu ia dormindo nos intervalos, o Pai dormia a bom dormir, a ele não lhe dói nada, nem se apercebeu e o futuro padrinho idem! Às 8.00 h da manhã, achei que não aguentava mais, acordei o Pai que não ficou muito convencido, (desta vez estou a pensar fazer uma cena, para dar um toque de realismo ao momento, assim não restam dúvidas), e fui acordar o “Pi”, que deve ter achado que eu tinha picos na cama, afinal eram 8.00 h da manhã de um Domingo de Dezembro. Quando lhe expliquei, o rapaz parecia um foguete, ficou mais nervoso que o Pai!



Lá fomos os 3 para a maternidade, depois de termos tomado o pequeno-almoço nas calmas, ainda tive tempo de arrumar as camas, nada mau! Chegamos às 9.00 H, o Rodrigo nasceu às 16.20 H, o Pai não saiu do nosso lado e o “Pi”, lá fora à espera, mas não tardou a ter companhia!


Acho que o “Pi”, vai “funcionar” muitas vezes como o mano mais velho, e para mim vai ser sempre o meu mano bebé…Parece que foi ontem que com 15 anos fui com ele ao colo à farmácia e a farmacêutica com ar incrédulo perguntou: “É Seu?”, ao que eu respondi: “É!....É meu irmão” e a Sra. Lá deve ter percebido que perdeu uma excelente oportunidade de ficar calada!

7/22/2005

Alguém sabe onde?

Se encontra um emprego, em que o pessoal não “morda” por trás, fique mal sair às 18.30 H, em vez de ficar a jogar paciência até às 20.30 H, entre outros factos que me irritam seriamente?!!

Desculpem lá se me chegam 8.00 de trabalho para ser competente, desculpem lá se não sou frustrada e tenho em casa quem me espera, desculpem lá se não chego de manhã com cara de --!...

Se eu não gostasse do que faço!....


Que bom que é 6ª feira!!!

7/20/2005

Dia de Análises!


Pois é, hoje foi dia de análises e dia de ficar em jejum até às 11.00 H, isto é, antes fosse em jejum, tive de beber aquela maravilhosa água açucarada!


Confirmei que a minha auto-confiança continua fragilizada perante, seringas e outro material clínico…Eu que era uma “fortalhaça”, ou pelo menos disfarçava bem, desde que tive o Rodrigo, virei uma verdadeira “cobardolas”! Transpiro imenso das mãos, só ouço da boca das enfermeiras: “descontrai-a”, “não custa nada”, “sente-se bem?”, “é melhor não se levantar já”, isto sem sequer abrir a boca, portanto não quero imaginar a minha cor e a cara de pânico…

No entanto quanto ao parto, contínuo com a teoria de que o que tiver de ser será. Desta vez vai correr bem, vou ter um parto fácil para me compensar do primeiro!

Do Rodrigo não foi “pêra doce”, o rapaz tinha 4 voltas de cordão no pescoço e não descia por nada, resultado uns forcéps utilizados ao sabor do desespero, uma enfermeira em cima das minhas costelas, uma médica a gritar “chamem o pediatra”, eu abanada, o pai anestesiado, um pirralho finalmente cá fora, bem felizmente, com um índice de apgar de 8 ao 1º minuto, um pediatra que não chegou, a obstetra que descansou e exclamou, “é um bom bebé”! Tudo isto valeu uma episiotomia enorme, muitos, muitos pontos que inflamaram, a par de edemas, hematomas, dos quais só me livrei com um potente antibiótico, anemia, dores e mais dores, sentar, nem pensar, nem conseguia ter a cama inclinada, 9 dias de internamento e depois, casa FINALMENTE, mas ajuda só mesmo a do marido, pai de 1ª viagem, inexperiente e atrapalhado …


2 horas a seguir ao parto tive as 1ªs visitas e um amigo perguntava: “então Sandrinha, ainda vais ao 2º”, a resposta foi pronta e com convicção: “claro que sim!”

Valeu bem a pena, tanto que repetimos!

7/19/2005

Apetecia Tanto...


...hoje de manhã ter ficado enroscadinha no meu bebé grande e mandar o trabalho às urtigas!...

O pai saí mais cedo e o Rodrigo hoje acordou a essa hora, pelo que veio para o nosso quarto e voltou a adormecer na nossa cama, bem encostadinho a mim e não foi difícil para mim também voltar a adormecer e ter sonhos maravilhosos ao som da sua respiração tranquila, sentindo o seu cheirinho gostoso!...

Confesso que desta vez não me vou preocupar minimamente quando chegar a hora de ir para casa e vou gozar ao máximo a minha licença de maternidade, gozar duplamente!...

7/15/2005

Shrek II

Com mais um fim de semana à porta, já sei o que nos espera!
Desde que lhe oferecemos o DVD do Shrek, em Dezembro do ano passado, que o vê aos dias de semana enquanto preparamos o jantar e ao fim de semana repetidamente…

E fica tão colado ao sofá, tão concentrado, como se tivesse a ver tudo pela 1ª vez, no entanto, já vai antecipando algumas frases e pior…Nós também!

O Pai é mauzinho e quando o pirralho se lembra de fazer fita, diz algo que o deixa irritadíssimo: …Aí que feliz que eu estou! A célebre resposta do Shrek, quando a Fada Madrinha diz à Fiona: “…A felicidade a uma lágrima de distância!...”

É urgente, temos que diversificar!

Gostava de ir ver o Madagascar, seria a estreia do Rodrigo no cinema.

7/14/2005

Deve Ser Lindo!

Ainda não o vi ao vivo, espero que isso aconteça dentro de 11 semanas.

Na eco morfológica, vi um rostinho redondinho e cheinho, como o do mano, um nariz redondinho e arrebitado, como o do mano, umas pernocas e bracinhos roliços, uma piloca grande, como a do… mano, claro, entre outras coisas maravilhosas!....

E mexe, mexe, altos e mais altos nesta minha barriga redonda, mas espetada!

E digo mais, ADORO ESTAR GRÁVIDA! Se nos saísse o euro-milhões tinha uma “catrefa” de filhos, assim…talvés fique pelos 3.
É Tão Lindo!

Sou suspeita, eu sei! É um morenaço (sai ao pai), de cabelo negro, liso (sai ao pai), tem uns olhos ENORMES, negros, cheios de luz (eh, eh, eh, saí à mãe), tem uma boquinha linda, perfeitinha de lábios bem delineados (pode sair aos 2), um sorriso lindo e maroto que revela muitos dentes branquinhos, certinhos, (apesar da chucha +18 M que usa desde os 6 M), um nariz perfeitinho e redondinho e arrebitado (acho que saí à mãe), no conjunto tem um rostinho lindo, bem patusco, que derrete corações…Às vezes parece que é o namoradinho de todas as educadoras e auxiliares do colégio, para além da namorada oficial – A Constança, 2 anos e meio, mas “isto” dura à quase 1 ano…Começamos cedo!

Para além disso, percêntil 90 de altura, 95 de peso, 17 kg nada modesto portanto! Não é gordo, não tem banhoca, como se costuma dizer, é “maciço”!

Nasceu “desenxovalhado”, redondinho e com olhinhos abertos e curiosos, a avó não se cansa de dizer que parecia que já tinha uma semana quando nasceu…E com um mau feitio!...Chorava e chorava, duvido que fossem cólicas, porque tudo passava com colo e atenção….

Continua com algum mau feitio, não gosta de ser contrariado, não lida bem com a frustração, apesar de no colégio dizerem que ele é um santinho?!

Bom, é tudo o que eu desejei e…Muito mais!
Parágrafos...

O que é que eu terei feito que os parágrafos desapareceram?!

Mistério!....

Susto Pela Manhã!

Hoje enquanto tomava o meu banho, o Rodrigo que acordou mais cedo que o habitual, resolveu ir para o meu quarto! Tudo bem, estava cheia de pressa para não variar e como no quarto, aparentemente, não existe nada que possa comprometer a sua integridade física…Quando sai do quarto a excelência tinha acabado de abrir todas as gavetas da mesinha de cabeceira do pai, tudo bem a pressa torna a minha pessoa mais condescendente…

Entro na banheira, ligo e água e ouço um estrondo:

Eu – “RODRIGO!”
R: Silêncio…

Salto da banheira, corro para o quarto e:

Rodrigo estendido no chão, candeeiro no chão, molduras no chão….

PÂNICO!!! Parecia desmaiado…

Eu: “FILHO!”
R: Sorriso malandro!

Lá, devolvi tudo ao seu lugar e voltei para a banheira com o coração descompassado…

Ou a gravidez me deixou mais ansiosa e menos perspicaz, ou ele está cada vez mais expert em me deixar com os nervos em franja!

7/13/2005

Minha Papoila

E para iniciar este blog, gostaria de fazer uma pequena homenagem a alguém muito especial, a minha mãe velhinha, a minha avozinha do coração.

Queria poder agradecer-te, por teres estado sempre presente na minha vida, por me teres embalado desde os primeiros dias, por me teres aconchegado no teu colo e fazeres desaparecer as dores da infância pelas artes mágicas que só as mães conhecem, por me teres enxugado as lágrimas, por me teres acompanhado nas gargalhadas, pelas histórias que me contavas de uma infância passada, por me teres ajudado a crescer e fazeres parte da minha pessoa...

Percebia de dia para dia a fragilidade da tua idade, ouvia os teus lamentos, que a tua hora nunca mais chegava, mas também sentia a tua força, a força da alma nunca envelhece e nunca morre, pois eu continuo a sentir-te por perto, não é uma proximidade física, mas eu sei que não me abandonas-te, ainda sinto que enxugas as minhas lágrimas quando elas caem, que acalmas os meus sonhos porque ainda vives neles, que ainda trazes luz ao meu caminho, ainda me guias pela mão, como fazias quando era menina e ainda ficas feliz pelas minhas alegrias.

Deixas-te o meu coração pequenino quando partis-te, quando se perde alguém que faz parte da nossa vida também morremos um bocadinho e agora a saudade aperta tanto que dói, lembro-me de ti nos pormenores mais pequenos, os que fazem parte da infância. Dói-me que não vejas o meu Rodrigo crescer e que não conheças o meu Henrique...Culpo-me por não ter estado mais presente nos teus últimos anos, culpo-me por não te ter aquecido o rosto quando o teu coração parou de bater...Deixas-te os meus domingos mais vazios, já não te posso dar abraços apertadinhos e muitos, muitos beijinhos, pelos dias da semana em que não te podia dar...

Vou continuar a desabafar contigo as minhas tristeza e partilhar as minhas alegrias, porque vais continuar sempre bem viva enquanto o meu coração bater, Minha Papoila!